Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

Tristano Morre (Cód: 1853616)

Tabucchi,Antonio

Rocco

Vendido e entregue por Saraiva

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

De: R$ 28,00

Por: R$ 20,90

em até 1x de R$ 20,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 19,86 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Tristano Morre

R$20,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

O protagonista de Tristano morre, novo livro de Antonio Tabucchi, é um ex-militar italiano à beira da morte. Com a gangrena lhe devorando o corpo de quase 80 anos, ele relata a um escritor sua história de luta contra o nazi-fascismo, na época em que Tristano era seu nome de guerra, tomado emprestado de um personagem de Giacomo Leopardi. A idéia é que seja escrita sua biografia, mas seu relato não é confiável, porque sua memória falha e suas lembranças se misturam a sonhos e delírios, muitas vezes motivados pela morfina que lhe aplaca as terríveis dores. De qualquer forma, a grande lição aqui não é de vida, mas de literatura e filosofia. Enquanto recapitula sua vida para o escritor, o ancião dá voz às reflexões de Tabucchi sobre o fazer literário.
Tristano quer que sua história vire livro porque sabe que, assim, ela sobreviverá a ele. Além do mais, 'as coisas escritas ganham outro valor', como ele diz. 'A verdade é ainda mais concreta quando se transforma em escrita.' Tristano até admite que inventou algumas passagens de sua vida, para consumo do leitor. E faz isso nos momentos de lucidez, sem a menor culpa. 'Eu também sou o meu delírio', justifica.
A mentira do personagem real é aceitável; a do escritor, não. Tristano não acredita na escrita, diz que ela falseia tudo, que os escritores são falsários. Mas as coisas pertencem a quem as diz ou a quem as escreve? 'A história é uma ilusão, um fantasma, já não é possível fazê-la, já está feita', Tristano conclui. Para ele, a história é uma música cujo intérprete é o escritor, que, por mais talentoso que seja, não conhece sua partitura.
Tristano sabe de seus motivos para querer ser biografado, mas desconhece as razões do biógrafo. Ele questiona: 'Por que escreve, ó escritor? Tem medo da morte? Gostaria de ser outro? Tem saudade do ventre materno? Precisa de um pai como se ainda fosse criança? A vida não lhe basta?' Por fim, mesmo com a vida lhe escapando pelos dedos, Tristano se sente em vantagem em relação ao aparentemente saudável e talentoso escritor que o ouve: 'Eu sou a voz e a sua é mera escrita, a minha é voz. (...) Aquilo que vou lhe dizendo, apesar de dizê-lo a custo, com estas minhas cordas vocais esfaceladas, que rouquejam ofegantes, são palavras vivas, porque são a minha respiração, enquanto houver.'

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Rocco
Cód. Barras 9788532521231
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788532521231
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2007
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 192
Peso 0.22 Kg
Largura 14.00 cm
AutorTabucchi,Antonio