Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Um rio chamado Atlântico (Cód: 9354352)

Alberto da Costa e Silva

Nova Fronteira (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 34,90
Cartão Saraiva R$ 34,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Um rio chamado Atlântico

R$34,90

Descrição

AUTOR VENCEDOR DO PRÊMIO CAMÕES 2014!Quando, em 1992, a Nova Fronteira editou A enxada e a lança, essa obra de Alberto da Costa e Silva sobre a África antes dos portugueses foi saudada como um livro que já surgia clássico e de leitura obrigatória. Dez anos depois, seu novo trabalho, A manilha e o libambo, sobre a África e a escravidão entre 1500 e 1700, teve acolhida semelhante. E não só no Brasil, onde recebeu o prêmio Sérgio Buarque de Holanda, da Fundação Biblioteca Nacional, e o prêmio Jabuti de Melhor Livro de Ciências Humanas, da Câmara Brasileira do Livro.Uma das maiores autoridades em história africana, o norte-americano John K.Thornton, no International Journal of African Historical Studies, após qualificar o livro de “notável e brilhante”, diz dele ser provavelmente o mais atual e mais bem-pesquisado de todos os panoramas existentes sobre a história africana, incluindo os volumes da História Geral da África, editados pela Unesco, e da Cambridge History of Africa, que cobrem o mesmo período. Outro grande historiador, o português José Capela, na revista Africana Studia, ressalta que, apesar de suas quase mil páginas, lê-se A manilha e o libambo como se estivesse a ver um filme de cinema, graças a “um português simultaneamente e classicamente terso e colorido”. E acrescenta: “Que a historiografia se pode valer do humor e rechaçar o fastídio, fica aqui provado. Quando descreve, o autor é panorâmico; quando sintetiza, é decisivo.”Neste Um rio chamado Atlântico estão presentes as mesmas qualidades que explicam por que um crítico exigente como Wilson Martins considera Alberto da Costa e Silva “o maior africanólogo em língua portuguesa”. Nestes 16 textos sobre as relações históricas entre o Brasil e a África e sobre a África que moldou o Brasil e o Brasil que ficou na África, o pesquisador cuidadoso e o analista percuciente e instigante não se desatam um só momento do poeta. Se é o poeta quem anda pelas ruas dos bairros brasileiros de Lagos e Ajudá, quem desenha as fachadas das casas térreas e dos sobrados neles construídos pelos ex-escravos retornados do Brasil e quem traz das páginas dos documentos e dos livros as personagens com que se povoam estes ensaios, é o historiador quem lhe guia cuidadosamente os passos e recupera, para pô-los em primeiro plano, situações, enredos e episódios que tinham saído, ou quase, de nossa memória.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Nova Fronteira (Livros Digitais)
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Código do Formato Epub
Cód. Barras 9788520939031
Ano da Publicação 114
AutorAlberto da Costa e Silva