Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Promoção Visa Checkout

Você Nunca Chegará a Nada (Cód: 2623429)

Benet,Juan

José Olympio

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 47,90
Cartão Saraiva R$ 45,51 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 23,95 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Você Nunca Chegará a Nada

R$47,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

A destruição já fora tema conhecido da vida deste autor desde a infância: tendo crescido em meio à Guerra Ci-vil Espanhola, num ambiente de hostilidades, mortes e destruição, Juan Benet viu sua família participar dos dois lados do conflito, perdeu o pai e foi obrigado a refugiar-se em San Sebastián. A cidade que criou para sua ficção, Région, reflete um tanto de sua experiência: é um lugar seco, descarnado, infértil, onde convivem famílias desestruturadas, des-conectadas emocionalmente. Este 'clima árido' perpassa todos os contos, seja na descrição do local, seja nas atitudes e sentimentos dos personagens.
O conto 'Você nunca chegará a nada', escrito em primeira pessoa por um narrador chamado Juan, é a his-tória de uma viagem feita anos antes, com um amigo. Sua narrativa entremeia tempo presente e tempos remotos - téc-nica também utilizada nos outros textos -, uma reflexão sobre o sentido daquela busca por não se sabe o quê.
Em 'Baalbec, uma mancha', o personagem fora criado por uma mãe pouco afetuosa, que 'eu poderia ter acreditado que (...) não se preocupara muito com a minha educação. Durante os meus primeiros anos pereceu me vigiar de longe (...)'. Em 'Luto', a perda da esposa é lembrada por dom Blanco todos os anos, em um ritual triste e contido, através de uma história pouco a pouco retomada, e surpreendente. E, então, 'Depois': a lembrança dos tempos áureos de uma casa e de uma família que, agora, carece da atividade e elegância de outrora.
Todos os contos partem de um sentimento hostil para trazer, sutilmente, algo que parece brotar em seus per-sonagens como que fruto daquele ambiente de destruição e morte. Eles respiram o tédio, mas habita neles 'uma neces-sidade urgente de paixão'. Depois do encontro com a aridez da terra e com uma geração marcada pela guerra, impõe-se um olhar diferenciado em relação à vida: 'Um dia saberá o que é isto, saberá o que é viver, uma coisa que só se sabe quando ela [a morte] ronda o ambiente, porque todo o resto é inútil, é hábito e é passado; o presente, esta parte do tempo arbitrária, irresponsável, cruel, involuntária e estranha a você (...), tão digna de apreço que no dia em que possa sobreviver a ela se fará homem e se saberá viver. (...) Se acha que poderá suportá-la, prove.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora José Olympio
Cód. Barras 9788503009065
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788503009065
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Tradutor Maria Alzira Brum Lemos
Número da edição 1
Ano da edição 2009
MÊS JANEIRO
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 252
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorBenet,Juan